1/31
15/16/17 Junho de 2017
 

169.00€

Caminhos de Santiago Central - 3 dias
29 de Setembro a 1 de Outubro de  2017
3
dias
  • Black Google+ Icon
  • Twitter Basic Black
  • Facebook Basic Black
DESCRIÇÃO:

Caminhos de Santiago em bicicleta de 3 dias 2 noites. 

 

-Duas noites de alojamento em hotel quarto duplo, com pequeno almoço.

 

-Três almoços volantes em serviço de Catering,com prato principal,pão fruta e bebidas,agua,coca'cola,sumos ou vinho.

 

-Abastecimentos sólidos e líquidos durante os três dias de viagem, água, frutas.

 

-Seguro de acidentes pessoais

 

-Credencial de Peregrino

 

-Autocarro a acompanhar durante os três dias e regresso dos participantes e bicicletas.

-Guia credenciado a acompanhar os participantes.

-Assistência técnica especializada para as bicicletas.

-Possibilidade de suplemento em quarto individual

 

-Possibilidade de aluguer de bicicleta

 

PERCURSO:

 

1º Dia : Porto -Ponte de Lima => 81 km

2º Dia :Ponte de Lima - Redondela => 99 km

3º Dia : Redondela - Santiago de Compostela => 79 km

 

-Hora prevista de chegada a Santiago 15H00, de chegada no regresso ao Porto 20H00.

 Pré - Reserva

Email com nome e contacto telefónico para :

manuel.celanus@gmail.com ou 938454419

 

 

Número mínimo de 15 participantes e máximo de 25.

Caso não se reúna o número mínimo de participantes até 30 dias antes, o valor será integralmente devolvido por transferência bancaria. 

Historia

A peregrinação jacobeia a partir de Portugal, ainda que presumivelmente já existisse na época da Alta Idade Média, intensifica-se a partir da independência do país em meados do século XII. Desde então, o culto jacobeu e a peregrinação a Compostela, considerada como uma das marcas de identidade da cultura europeia, tiveram em terras lusitanas uma projecção muito importante. Durante séculos, o povo Português contribuiu para esta experiência colectiva com altos níveis de participação, sempre apoiado com singular fortuna pelo exemplo de réis, nobres e altos clérigos. Basta recordar que a maior parte da rede viária de Portugal foi testemunha, do século XII até aos nossos dias, do caminhar de peregrinos originários dos diversos núcleos populacionais do país até à meta compostelana. As suas motivações eram primordialmente religiosas. No entanto, graças a este denso e secular fluxo de pessoas que povoaram os caminhos de Santiago criados entre Portugal e a Galiza, estabeleceram-se também fecundos laços de intercâmbio cultural, económico e de pensamento.

As peregrinações a Santiago de Compostela a partir de Portugal intensificam-se no Século XII com a independência do país, assumindo assim, particular relevo a estrada real Porto/Barcelos/Ponte de Lima/Valença onde confluem quase todas as demais, reforçando este percurso como a espinha dorsal dos caminhos portugueses de Santiago.

O Caminho Português de Santiago, no seu suave decorrer em direcção a norte, faz uso de trajectos antigos que cruzam bosques, terras de labor, aldeias, vilas e cidades históricas. Caminhos que saltam cursos de água através de pontes – algumas de origem romana – de inequívoca construção medieval. Caminhos enriquecidos pela presença de capelas, igrejas, conventos, alminhas e cruzeiros, nos quais não falta a confortadora imagem de Santiago Peregrino, acompanhando o romeiro e animando-o no seu caminhar.

Rua das Pedras, 307 - Francelos

4405-685 Gulpilhares

Vila Nova de Gaia-Porto-Portugal

manuel.celanus@gmail.com

vasco.cenanus@gmail.com